No ano de 2009, mais precisamente no mês de junho, a Atlus publicou um RPG de ação chamado Demon’s Souls. O título foi fruto de uma parceria com a recém-aparecida desenvolvedora FromSoftware e a proposta do game acabou sendo sobreposta pelos rumores de que estava nascendo ali o “RPG mais difícil do mundo”.

Então, após muita ovação por parte da crítica especializada, o primeiro membro da família Souls começava a mostrar ao mundo um pouco do que a FromSoftware é capaz. Dois anos mais tarde, no dia 4 de outubro de 2011 (lembro-me como se fosse ontem), os gamers de curvaram para a chegada de Dark Souls.

Essa segunda produção publicada pela Namco trouxe uma jogabilidade mais madura e um nível de dificuldade quase tão intenso quanto o de seu antecessor. Mais do que isso, o novo jogo conseguia balancear melhor as milhares de vezes que os gamers iriam morrer antes de explorar cada canto do cenário, deixando sempre uma sensação de que é possível vencer qualquer desafio.

Com isso, a série Souls conseguiu conquistar a atenção do mundo inteiro, abrangendo tanto aqueles gamers que curtem jogatinas excruciantes (hardcore), quanto os outros que não são tão adeptos do sofrimento (também chamados de gamers casuais). Entre os dois, Dark Souls é o que conseguiu uma abrangência maior de adeptos, entregando aos participantes das aventuras castelos, dragões, criaturas mágicas e cavaleiros, com uma temática pautada em ambientes medievais mais ou menos convencionais.

Mas, pensando bem, será que existem referências claras feitas dentro do game? Por exemplo, de onde será que Hidetaka Miyazaki (que foi o diretor dos dois títulos até agora) tirou a inspiração para construir os mundos de Dark Souls? Tudo bem que a história propriamente dita do game não é tão densa assim, mas é inegável que o contexto e a fotografia da obra formam uma verdadeira obra de arte. Vamos falar mais sobre isso:

Inspirações: De onde será que surgiram as ideias para a criação do visual de Dark Souls?

A criação de um game não é meramente um trabalho de pessoas intelectuais e altamente especializadas em artifícios técnicos. Para que um projeto se torne uma obra de sucesso, é preciso que os criadores da obra idealizem temáticas nos mínimos detalhes e essas divagações só são possíveis depois que os profissionais passam por um número assustador de referências.

Fonte: Divulgação/Square
Em termos de Dark Souls, há quem diga que um dos principais nortes que influenciaram a existência do projeto é Vagrant Story. Trata-se de um título de RPG da Squaresoft (atual Square Enix), que foi lançado no ano 2000 para o primeiro Playstation. Bem como em DS, Vagrant Story não foca na história que está sendo contada durante a aventura. Mesmo assim, o enredo do game mais antigo é fenomenal.

Em vez disso, o saudoso RPG de ação não tem pudor algum ao colocar os jogadores frente a dezenas de horas de trabalho, pensando em maneiras de combinar milhares de possibilidades de armaduras e de armas. Além disso, o game também oferece alguns puzzles que requerem atenção e concentração para serem resolvidos, em meio a muita pancadaria.

Trabalhos anteriores

Além de Demon’s Souls, que certamente foi fundamental para a existência de Dark Souls, a FromSofware já havia lançado outro trabalho. Trata-se de King’s Field, lançado em 1994, que é um RPG de ação em primeira pessoa, bem aos moldes da saga The Elder Scrolls. Este game já apresentava aos jogadores o carinho por ambientes medievais que nutre a desenvolvedora, além de introduzir as idas e vindas de dragões poderosos.

Mesmo sem nunca ter sido lançado no ocidente, o título certamente é uma das influências que fizeram parte da concepção de Dark Souls. Além disso, também há locais reais e até mesmo outras imagens que podem ter sido usadas de inspiração para idealizar os famosos “mundos” de DS. Veja essa fotografia referente à Anor London, por exemplo.

Abaixo, confira duas referências à temível locação de Lost Izalith.

Fonte das imagens: Reprodução/SoulsWiki
E as cavernas de cristal presentes no jogo, será que o mundo de Crystal Caves existe de verdade?

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
Agora veja uma comparação de uma imagem de referência com uma pequena screenshot (no canto superior esquerdo) do cenário diretamente da tela do game. O cemitério de espadas coberto de gelo é sensacional e ainda requer o suor dos gamers, pois é preciso realizar uma série de ações até poder acessar o “quase secreto” Painting World of Aramis.

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
Quadrinhos de violência

Talvez, a maior de todas as influências visuais que já se constatou sobre Dark Souls seja a série Berserk. O mangá (quadrinho japonês geralmente feito em preto e branco), que foi criado e ilustrado por Kentaro Miura, conta a história de Gatts (ou Guts), rapaz que sobrevive de maneira violenta desde a mais tenra infância e que vaga pelo mundo à procura de respostas.

Fonte: Reprodução/NeoGAF
Dito isso, vale afirmar que Berserk também é conhecido por possuir uma arte visual impressionante, apresentando belíssimos detalhes cenográficos. O mangá tenta retratar a Inglaterra do período medieval, incluindo várias críticas e caricaturas de personalidades que existiram nesta época.

Deixando as descrições de lado, podemos afirmar que existem uma tonelada de referências entre o mangá/anime e o título da FromSoftware. Se olharmos mais de perto, veremos que Hidetaka Miyazaki certamente deu uma boa olhada no trabalho de Miura durante a criação de Dark Souls, retirando material para a criação de cenários, mundos e até mesmo dos chefes mais famosos de todo o jogo.

Para começo de conversa, confira essa imagem montada por um membro do fórum do wiki oficial de Dark Souls, comparando os elementos de Berserk com Demon’s Souls.

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
A semelhança é impressionante, não é? Pois agora está na hora de começarmos a mostrar provas mais sérias sobre os elementos comuns entre as séries.  

Imagens, eu quero mais imagens!

Berserk x Dark Souls:

Fonte: Reprodução/NeoGAF
Artorias, é você?

Fonte: Divulgação/DeviantArt
Capra no mangá:

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
Capra no game:

Fonte: Divulgação/FromSoftware
Taurus Demon em preto e branco:

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
Taurus Demon no game:

Fonte: Divulgação/FromSoftware
Moonlight Butterfly no mangá (tudo bem que essa é meio forçada):

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
Moonlight Butterfly no game:

Fonte: Reprodução/SoulsWikiE, para acabar:

Fonte: Reprodução/SoulsWiki
Artórias!

Fonte: Divulgação/FromSoftware
E a inspiração continua!

Depois de tanto falar sobre um dos melhores jogos da sétima geração de consoles (e de todos os tempos segundo a família Soto Bello), vale lembrar que a FromSoftware anunciou no final do ano passado que a continuação de Dark Souls já está em produção a plenos pulmões. No desenvolvimento do novo título, Tomohiro Shibuya e Yui Tanimura vão ocupar o lugar de Hidetaka Miyazaki (diretor dos dois games anteriores) na condução dos trabalhos.

A intenção da companhia é a de elevar a franquia a um patamar diferenciado, mas ainda assim seguindo na mesma direção que vem sendo tomada. Dark Souls 2 chega ao PC, PlayStation 3 e Xbox 360 em março do ano que vem. Ficou com saudades? Então confira aqui os gameplays da zeratina de Dark Souls feitos pelo TecMundo Games!