Uma das maiores e mais conhecidas redes de varejo online do mundo acaba de fazer um anúncio inusitado nesta terça-feira (9). Através de um vídeo explicativo, a Amazon divulgou que está disponibilizando o seu próprio motor gráfico, o Lumberyard, que será completamente gratuito para aqueles que quiserem utilizá-lo.

Apesar de inesperado, o anúncio não pegou aqueles que lembram que a Amazon comprou a CryEngine da Crytek em 2015 por algo em torno de US$ 50 e 70 milhões. É por conta disso que esse motor gráfico da rede de varejo vai ter como base a engine comprada do estúdio de jogos que é responsável por títulos como Crysis, Warface, Ryse: Son of Rome e muitos outros.

Gratuito mesmo?

A utilização do Lumberyard para a “criação de belos mundos, personagens realistas e jogos de alta qualidade” – palavras tiradas de sua descrição oficial – é totalmente gratuito. Porém, caso o desenvolvedor queira utilizar qualquer função extra do Amazon Web Services (AWS) – os serviços na nuvem da empresa – para, por exemplo, criar um ambiente multiplayer, será cobrada uma taxa.

“Amazon Lumberyard é gratuito”, lê-se no site oficial, “incluindo todo o código-fonte. Você pode personalizar profundamente a Lumberyard para a sua equipe, adequando tudo às suas visões e projetos do presente e do futuro. Não há taxas de uso ou pagamento de assinatura, ou mesmo um requerimento de divisão de lucros. Você paga apenas pelos serviços do AWS que quiser usar".

Vantajoso?

Atualmente, a divisão de jogos da Amazon conta com desenvolvedores que estiveram envolvidos na produção de grandes títulos, como Portal, Far Cry 2, BioShock e Left 4 Dead. Apesar de não ter revelado que está trabalhando na criação de games para alguma plataforma, já podemos dizer qual será o motor gráfico usado pela empresa. Ainda vale lembrar que o Lumberyard tem suporte nativo ao Twitch.tv, plataforma de transmissão online que a companhia comprou em 2014 por US$ 1 bilhão.

Você apostaria em um motor gráfico desenvolvido pela Amazon? Comente no Fórum do TecMundo Games!

Via TecMundo.