Tem como um jogo inspirado na fórmula de Dark Souls ser fácil? Certamente não, e Nioh mostrou para a gente que gameplays mais rápidos podem ser igualmente desafiadores. Mas isso não quer dizer que você tem que sofrer igual a brasileiro em dia de 7 x 1 toda vez que chegar em uma área nova ou ficar empacado em um chefão.

Por conta disso, separamos 14 dicas quentinhas para você se dar bem em Nioh. Algumas delas podem ser um pouco óbvias, mas acredite: muita gente deixa passar batido. Em contrapartida, outras podem ser novidade para muita gente. Se você quiser ver tudo de forma prática, basta dar uma olhada no vídeo que fizemos logo acima.

1 – Repare a stamina dos inimigos

Diferente de Dark Souls, todos os inimigos têm stamina igual a você e, se ela acabar, eles ficam em apuros, pois o personagem fica em estado de cansaço e se torna extremamente vulnerável para execuções. Use e abuse do chute, que é uma mão na roda para esgotar a energia do oponente humano. Muitos se esquecem dessa técnica que gasta pouco da sua stamina e quebra muito a do inimigo.

Os demônios também têm uma barra sobrenatural na mesma pegada e sucumbem facilmente aos ataques fortes. Use a postura alta combinada com apenas um golpe bem acertado para esgotá-la rapidamente. Caso esse medidor roxo se esgote, os tinhosos podem ficar em estado de recuperação ou perder os seus poderes especiais, como raios e fogo, por exemplo.

Repare na stamina dos inimigos

2 – Varie as posturas

É necessário saber e perceber a postura dos adversários e usar as suas com sabedoria de acordo com armas e peso. Assim como você, eles podem mudá-las a qualquer momento. Sempre repare quais golpes cancelam o ataque do inimigo e abuse disso para não dar chance de o oponente atacá-lo.

Varie as posturas

3 – Não jogue só as missões principais

Se você reparar, as localidades anteriores contêm abas que você pode trocar com os botões R1 e L1. As outras páginas são side quests, que são mais importantes do que parecem. Dê atenção às missões secundárias porque elas dão um caminho mais curto para ótimos equipamentos, espíritos-guardiões novos e muita XP extra.

Jogue as missões secundárias para receber extras

4 – Lembre-se do menu de habilidades

Por incrível que pareça, essa seção acaba ficando esquecida em meio ao gerenciamento de todos os equipamentos. Algumas vezes, uma habilidade substitui a outra e é preciso ficar de olho nisso também, optando pela melhor para adaptar ao seu estilo de jogo. Lembra-se do chute do item 1? Ele não é habilitado por padrão, assim como os parries. Você precisa de pontos de samurai para adquiri-los, que são conquistados com a familiaridade da arma.

Cada arma tem skills distintas, mas há mais. Além das abas de golpes especiais, há ninjutsus e magias Omnyo, que são os equivalentes aos feitiços de Dark Souls. Além de o jogador poder imbuir as espadas, lanças e machados com elementos, há ataques mágicos de longa distância, como bolas de fogo e muito mais. Você ganha esses pontos ao upar os atributos de magia, mas alguns itens, como os cabelos de samurais, garantem pontuação extra.

Lembre-se de comprar novas habilidades

5 – Parte da sua stamina pode ser recuperada

Diferente de Dark Souls, Nioh é um pouco mais generoso quando o assunto é stamina. De forma geral, o jogo o encoraja e recompensa por investidas rápidas, pois é possível ganhar de volta parte da energia gasta, uma mecânica parecida com a recuperação de vida em Bloodborne (ambos servem para incentivar a ofensiva).

Sempre tente recuperar a stamina perdida. Apertar o R1 após os ataques recupera parte dessa barra e, se for perfeita (recuperar o máximo possível), elimina regiões corrompidas por demônios, aquelas nuvens cinzas e brancas que atrasam a recarga e desaceleram o personagem. Além disso, é possível usar parte da energia gasta para realizar dashs gratuitos, o que é ideal para escapar de investidas.

Recupere a stamina

6 – Não dependa muito da defesa

Alterne entre esquiva e defesa nos combates. A esquiva sempre gasta stamina, ao passo que a defesa gasta muito mais energia, podendo tirá-lo ou deixá-lo em apuros. No calor da batalha, é fácil se esquecer de alternar entre as duas técnicas e saber quando usá-las. É sempre preferível desviar a defender, mas, caso o ataque seja inevitável, uma defesa pode salvá-lo da morte.

Use mais os dashes do que a defesa

7 – Não subestime ameaças pequenas e grupos de inimigos

Viu um demônio pequenino e inofensivo? Não dê sorte ao azar, pois eles podem se transformar e acabar com a sua graça. Mate esses tinhosos rapidamente para evitar problemas. Inimigos fracos não dão problemas, mas, se eles se juntarem, ferrou. Use espaços abertos e lute sempre no x1.

Não subestime grupos grandes de inimigos

8 – É novo no pedaço? Explore o mapa com cautela e atenção

Explorar o mapa com atenção e cautela é essencial. Árvores quebradas podem não parecer nada, mas levam a tesouros escondidos, enquanto brechas pequenas podem parecer só mais um corredor, mas, na realidade, têm um grupo de morcegos que vai ferrar com a sua vida e matá-lo da forma mais idiota do mundo.

Cuidado com os morcegos!

9 – Nem todo chefe é difícil! Tente coisas novas

Está empacado em algum chefe e parece que ele é absurdamente mais difícil? Pode ser só questão de uma postura errada ou estratégia diferente. Não tenha medo de tentar outras coisas, mesmo que isso faça a batalha demorar muito, e você vai se dar bem. Lembre-se: paciência é uma virtude aqui.

Nem todo chefe é difícil

10 – Abuse dos itens do inventário

Leia a descrição de cada item do inventário. Alguns deles garantem pontos permanentes de habilidades, enquanto outros podem te ajudar em situações específicas, como o sal contra demônios. Não se esqueça de imbuir as armas com elementos, pois o dano extra é uma mão na roda. Muitos desses itens podem ser comprados no mapa-múndi, então não tenha medo de usá-los.

Sempre olhe o que você tem à sua disposição

11 – Use e abuse do espírito-guardião

O seu espírito-guardião está ali para ser usado mesmo. Por mais que pareça algo especial, ele é recarregado rapidamente. Se passar aperto, não precisa se acanhar. Pedras de Amrita, além de concederem XP, recarregam o especial e podem ser usadas no meio da batalha, inclusive para prolongar o tempo de ativação do especial.

Se está ali, use!

12 – Não se apegue às armas velhas

Está com muita tralha no inventário e precisando de itens de cura? Coloque os equipamentos como oferenda no Santuário e você terá a chance de ganhar recursos extras, como shurikens e poções. Além disso, elas podem servir para enviar as suas características como herança a outros equipamentos.

Não se apegue às armas velhas

13 – Explore a fundo as habilidades especiais de cada arma

Cada arma conta com golpes especiais que podem ser desbloqueados, como parries, recuos e até mesmo ataques sequenciais que gastam pouquíssima stamina. Estude cada uma delas para aprofundar absurdamente o nível da jogatina. Em alguns casos, como as espadas duplas, há um modo de jogabilidade estupidamente mais complexo.

14 – Cuidado com o peso extra

Tome cuidado com os atributos das armaduras. Defesa mais alta e números azuis de melhoria são tentadores, mas, quanto mais protegido você fica, mais lenta se torna a movimentação e a recuperação de stamina. Balanceie o seu estilo de jogo com cautela, pois a agilidade costuma ser prioridade. Sempre procure equipamentos leves com status altos.

Cuidado com o peso extra

E aí, curtiu as nossas dicas? Nioh é um jogo bem extenso e certamente há muito mais do que apenas esses 14 detalhes listados acima. Conhece alguma coisa bacana que não foi mencionada? Deixe a sua contribuição nos comentários para ajudar ainda mais gente!