Final Fantasy XV: Assassin’s Festival, o DLC do inusitado encontro entre as franquias Final Fantasy e Assassin’s Creed, está cheio de bugs. O conteúdo, que chegou gratuitamente no PlayStation 4 e Xbox One para quem já tinha Final Fantasy XV, tem problemas como atrações que não funcionam, falta de comunicação e paredes invisíveis que impedem o avanço no jogo.

Os bugs foram relatados pelo redator do Tecmundo, Leonardo Rocha. “As falhas menos incômodas envolvem atrações do Festival dos Assassinos que parecem estar abertas logo no começo, mas simplesmente não funcionam. Atividades como o jogo de ‘capture a bandeira’ só são desbloqueadas depois que você avançar até certo ponto na história, algo que o game não avisa de antemão. Um defeito mais chato é o da corrida dos chocobos, que funciona bem na primeira vez depois de ser desbloqueada, mas impede alguns jogadores de tentarem uma segunda vez”, relata.

Mas isso não é nada perto das limitações no cenário. “Durante uma missão específica da história do DLC (cujos detalhes vou omitir para evitar spoilers), você recebe a missão de perseguir um personagem enquanto foge de vários inimigos. Não seria um problema se, durante a perseguição, corredores abertos pelos quais você deveria passar não estivessem bloqueados por paredes invisíveis”, conta. 

Durante a perseguição no solo até é possível superar o bug caso você persista até conseguir fazer translocação ofensiva em um dos inimigos atrás da parede invisível. Mas depois não tem jeito. Quando chega a hora de pular pelos telhados de Lestallum, não houve macete nenhum que fizesse Leonardo passar pelo obstáculo.

“Fiquei totalmente impedido de concluir o DLC e sequer cheguei a desbloquear todos os minigames do festival, o que jogou um balde de água fria no meu ânimo com o crossover”, comenta. Agora será preciso esperar e torcer por uma atualização corrigindo as falhas até o fim do evento”, lamenta.

Os problemas, obviamente, não foram encontrados apenas pelo redator.  Em fóruns como Reddit e GameFaqs há diversos relatos de pessoas enfrentando bugs similares (veja aqui, aqui e aqui, por exemplo). Vale ressaltar, porém, que nem todos foram afetados. Nos vídeos abaixo também é possível encontrar algumas demonstrações dos defeitos: