Além de explodir cabeças em seu anúncio durante a conferência da Sony na E3 2015, o anúncio de Final Fantasy VII Remake fez com que o PlayStation 4 ficasse em uma posição bastante peculiar, já que deve receber duas versões bem distintas do mesmo game. Porém, não precisa ficar confuso, já que, segundo Tetsuya Nomura, diretor de projeto na Square Enix, a versão next gen do RPG clássico está em desenvolvimento antes mesmo de o port HD de Final Fantasy VII – lançado em 2012 para os PCs – ser anunciado no fim do ano passado.

Como o trabalho em cada produção está sendo feito por equipes diferentes, parece que não houve nenhum tipo de plano para que ambos os títulos fossem esperados simultaneamente para o console. “Não há, na verdade, uma conexão entre o timing dos dois Final Fantasy VII chegando ao PS4. Nós anunciamos uma série de títulos diferentes para o vídeo game, como World of Final Fantasy e Kingdom Hearts 3”, explicou o executivo, dizendo que, na época do PlayStation Experience, a empresa não sabia ao certo quando o remake seria revelado.

Como já aconteceu em outras vezes na história entre as duas companhias japonesas, a Square Enix acredita que o hype acerca do projeto dê uma mãozinha nas vendas do vídeo game da Sony em sua terra natal – já que os números não têm sido tão expressivos como os obtidos em outras regiões. “Há cada vez mais títulos sendo introduzidos à plataforma, então esperamos que o remake de Final Fantasy VII dê um incentivo às pessoas que querem comprar um console da geração atual”, acredita Nomura.

De acordo com o profissional, a ideia com o anúncio do remake foi exatamente garantir aos consumidores que o PS4 tem uma biblioteca repleta de títulos de qualidade, incluindo FFVII. Ainda assim, uma dúvida ecoa na mente de muita gente: “por que demorou tanto? Por quê?!”. De acordo com Nomura, o projeto foi bastante discutido internamente, com a empresa variando entre achar que a empreitada podia ser levada adiante em alguns momentos e descartando a produção em outros.

Jogo novo, sangue velho

Com o tempo passando e os membros do time original do jogo ficando mais velhos, cogitou-se até que seria preciso passar o bastão a uma geração mais nova, sem a participação dos antigos desenvolvedores. Assim, foi decidido que o momento de agir e botar a mão na massa era agora, pelo menos se os veteranos – como Kitase, Nojima e o próprio Nomura – não quisessem abrir mão do título. Manter esses nomes na equipe de produção faz com que fiquem garantidos momentos clássicos do RPG, como a cena hilária com Cloud vestido de mulher.

Infelizmente, mesmo quem quer matar a saudade de Final Fantasy VII antes do lançamento do remake – curtindo o port vindo diretamente dos PCs –, vai ser preciso esperar. Isso porque a versão do game original para PS4 foi adiada e só deve dar as caras no console entre o final deste ano e o começo de 2016. Antes disso, uma edição para iOS deve fazer com que os aficionados por um dos capítulos mais icônicos da franquia possam se distrair na tela de seu iPhone ou iPad. E aí, conseguiu acompanhar a avalanche de anúncios de FFVII?