Moramos em um dos países mais caros do mundo quando o assunto é acesso à tecnologia. Nosso território, para bem ou para mal, tem o famigerado selo “custo-Brasil”, em que montanhas de impostos e tributações encarecem o valor de diversas categorias de produtos – tecnologia e games estão entre os principais.

É essencial, portanto, que tenhamos paciência ao pesquisar preços. Há quem prefira a ostentação máxima de pagar caro ao comprar o primeiro item exibido em uma consulta. Há também quem opte pelo método tradicional de se dirigir até uma loja física e sair com o produto em mãos. Mas, com um pouco de paciência – só um pouquinho a mais, mesmo –, você consegue pagar bem menos pelo mesmíssimo objeto que tanto procura.

Nós, gamers, temos um favoritismo por nossas coleções. Se existem pessoas que gastam com roupas, sapatos, restaurantes e viagens, há nós, que filtramos nosso suado salário na aquisição de games, consoles e acessórios, e ninguém pode nos culpar por isso, certo? O outro item da minha lista no qual faço questão de investir, sem dó do bolso, é hambúrguer + pizza. Chegar em casa na sexta-feira à noite, chamar uma redonda com Coca-Cola e ligar um game depois, meu amigo, não tem preço.

Pensando na saúde do seu bolso, o TecMundo Games listou, humildemente, cinco dicas essenciais para você economizar dinheiro ao comprar jogos. Com isso, sobra grana para comprar... Mais jogos. Confira!

1. Compre pela internet

Já faz um bom tempo que o comércio eletrônico se consolidou no Brasil e no mundo. Por não haver os mesmos custos que uma loja física exige, comprar na web é muito mais barato. Aquele velho estigma de que “é perigoso fazer compras na internet” morreu faz tempo. É só você saber esperar, que a economia vale a pena. E cá entre nós: é até legal ficar rastreando a entrega, não é mesmo? Uma ansiedade que só nós, gamers, conhecemos.

Comprar pela internet é a melhor opção do século 21

2. Pechinche!

Olhe em cada loja virtual, acesse cada site e compare os preços. Sempre existe aquele lugar que vai oferecer o melhor valor. É por isso que “paciência” é uma virtude nesse processo. A espera pela entrega é inerente a essa etapa de consulta. Entre em grupos do Facebook, pergunte a alguém e até busque usados. Por que não? Isso, é claro, se você aguentar o hype do período de lançamento, algo desafiador hoje em dia...

Fuçar os melhores preços exige um olhar de águia!

3. Use e abuse dos cupons

O Picodi.com é uma excelente ferramenta para isso. Basicamente, o site filtra todas as principais lojas da internet – gigantes como Submarino, Walmart, Saraiva, Centauro, Ponto Frio e afins – e te informa os cupons vigentes em cada site. Aliás, as buscas do portal funcionam para outras categorias de consumo também: roupas, gastronomia, perfumes, livros e muito mais. Digite o que você quiser no campo de busca, encontre a promoção, use o cupom, tenha uma porcentagem de desconto e pague mais barato!

Picodi: solução definitiva para você não perder tempo caçando cupons

4. Datas importantes

Períodos como Páscoa, Natal, Black Friday, Dia das Crianças, Halloween e outros costumam movimentar promoções imperdíveis em lojas de todo o país. Adotou-se também, aqui no Brasil, o “Brasil Game Day”, que geralmente ocorre em setembro e mobiliza lojas do país inteiro em um engajamento por preços menores. Os valores são muito mais baixos nesse dia tão especial! E ah, não se esqueça também de checar PSN, Xbox Live e Steam.

Jack tem um coração generoso, mas certamente é um mão de vaca no dia a dia

5. Aguente o hype!

Espere passar o período de lançamento. Se você não for ansioso como nós, acredite: suas economias serão substanciais. Cerca de um mês após o lançamento de qualquer jogo, você já o encontra mais barato. Três meses depois, mais ainda. E por aí vai! Essa é uma sábia estratégia para quem quer economizar e, ao mesmo tempo, aproveitar o que já tem. Diga lá: você deve ter uns 10, 15, 20 ou mais games acumulados. Para quê? Zere tudo o que tem e depois parta para a próxima aventura.

Pare de roer as unhas e elimine suas pendências antes de sair comprando coisas que você só vai jogar dali a muito tempo!

Acima de tudo: saiba o quanto você gasta

Ter controle sobre as finanças pessoais não é uma tarefa fácil, mas hoje existem aplicativos como o Guia Bolso e diversos outros recursos que permitem a qualquer usuário – do mais leigo ao mais avançado – organizar melhor os gastos que terá no mês, no semestre ou até mesmo no ano. Tudo depende do seu perfil de “investidor”. Quanto mais estrategista e planejador você for, melhor.

Mas se você não for nada disso, siga as dicas acima e depois passe aqui nos comentários para nos contar. E se você já for um “economista” de plantão, compartilhe suas dicas conosco!