Embora a Gearbox já tenha confirmado que está trabalhando em Borderlands 3 há certo tempo, a empresa não tem pressa em trazer o game para as lojas. Segundo o chefe do estúdio, Randy Pitchford, isso acontece porque a empresa está dedicada a criar uma experiência que realmente dê um passo a frente no que diz respeito à experiência oferecida aos jogadores.

Pitchford compara Borderlands 3 com o que aconteceu com Grand Theft Auto IV em relação a Grand Theft Auto III. Enquanto Vice City e San Andreas criaram “uma cadência, em certo sentido”, eles eram “derivados da mesma engine, na mesma geração”, enquanto a sequência numerada foi um grande passo à frente. “A Rockstar sabia o que as pessoas queriam e esperavam, e eles tiveram que construir isso”.

“A solução mais fácil do mundo seria lançar um bando de Pre-Sequels, e poderíamos ter feito muito dinheiro”, afirma Pitchford. “Mas eu não acho que essa é — eu penso que precisamos descobrir o que é o certo. Então vamos trabalhar nisso, e quando acharmos que descobrimos — não vamos anunciar nada até que tenhamos algo digno de um anúncio. E então vamos estabelecer expectativas a partir disso”.

Segundo ele, a única expectativa que deve ser criada no momento é “cara, seria legal se houvesse outro game, e espero que a Gearbox esteja trabalhando nele”. O chefe do estúdio já confirmou que pelo menos 90% de seus profissionais já estão dedicados ao projeto, que ainda não tem previsão de lançamento, embora uma demonstração técnica dele tenha sido exibida durante a GDC deste ano.