Com a revelação de que o Oculus Rift vai custar nada menos que US$ 599 em seu lançamento, muitos consumidores começaram a olhar a concorrência em busca de aparelhos mais acessíveis. Embora ainda não tenha divulgado o preço do Vive, a HTC afirma que os consumidores devem ficar felizes quando essa informação finalmente for divulgada.

“Entendemos que a compra inicial de um dispositivo de realidade virtual definitivamente é um grande investimento”, afirmou Ryan Hoopingarnger, diretor de marketing para produtos desse tipo na HTC. “Acreditamos que os consumidores vão ficar felizes pelo investimento que vão fazer no Vive”, complementou.

Infelizmente, declarações anteriores feitas pela companhia indicam que a faixa de preço do novo aparelho pode não ser tão mais baixa que a da Oculus. A fabricante deixou claro que pretende posicionar o Vive como um “aparelho Premium”, o que significa que ele não deve ser exatamente barato em seu lançamento.

Atualmente, a HTC ainda no processo de testar e desenvolver os componentes finais do Vive — segundo a empresa, 7 mil unidades do modelo Vive Pre vão ser enviados a desenvolvedores selecionados a partir de fevereiro, período em que a pré-venda do produto deve ser iniciada. A previsão é a de que o gadget, criado em parceria com a Valve, deve começar a chegar aos consumidores em abril deste ano.

Você está disposto a pagar caro para entrar no mundo da realidade virtual? Comente no Fórum do TecMundo Games