O mercado internacional acaba de sofrer uma perda bem importante. Com quase 30 anos no mercado, a Mad Catz acaba de declarar falência nos Estados Unidos. Isso acontece exatamente uma semana após a interrupção na comercialização de ações e quatro dias após a bolsa de Nova York retirar os papéis da sua lista de ofertas — devido à queda nos valores dos papéis individuais, que chegaram a US$ 0,15.

Ontem (30), a Mad Catz assinou um contrato voluntário de declaração de falência — o que encerra oficialmente as operações da companhia. Além disso, ela fez um pedido à corte dos EUA para conseguir se enquadrar no Capítulo 7 das leis de proteção fiscal. Com isso, a empresa pode liquidar todos os seus ativos para saldar débitos ja existentes sem "manchar o nome" dos executivos.

De acordo com a Reuters, a Mad Catz também afirma que todas as suas subsidiárias vão abrir o mesmo processo em seus países — sempre respeitando as leis vigentes em cada território. Por fim, a Mad Catz anunciou que todos os diretores e executivos da companhia têm seus contratos rompidos no dia 30 de março de 2017.

Um dos principais fatores que levaram a MadCatz a um declínio consideravelmente rápido nos últimos meses foi um investimento significativo na fabricação e na distribuição dos periféricos da série Rock Band, em especial a aposta em um empréstimo solicitado ao banco americano Wells Fargo para financiar a movimentação logística desses aparelhos.

A parceria entre Mad Catz e a Harmonix no jogo se mostrou desastrosa e a empresa tomou inúmeras medidas para tentar compensar as perdas nos últimos meses, entre elas: corte de todas as posições de liderança da empresa como CEO, COO e CFO, liberação de todos os jogadores e campeonatos patrocinados pela marca no mundo dos eSports, demissão imediata de 37% da força de trabalho e radical queda no preço de todos os periféricos de Rock Band 4. As decisões não foram suficientes e culminaram no atual pedido da falência.

Um triste fim para uma das maiores fabricantes de acessórios gamer da história!