Ao mesmo tempo em que apresenta uma tecnologia promissora, o Oculus Rift traz diversas dúvidas. Até agora, o acessório está no “vai ou não vai” e ainda não emplacou. Desta vez, a desenvolvedora Lunar Software abandonou o barco sob alegações de que teria sentido tontura e enjoo após experiências com os óculos.

O estúdio é responsável pelo jogo Routine, uma aventura não linear ambientada numa base lunar com perigo constante de ataques que não possui qualquer elemento na interface do jogador (a típica HUD) e conta com múltiplos finais. Originalmente programado para 2013, o game acabou sendo adiado pela Lunar Software, que tem uma enxuta equipe de apenas quatro pessoas.

Em sua última atualização do Steam Community, a desenvolvedora reafirmou seu compromisso com os fãs e disse que o game continua no forno, mesmo que as novidades sobre ele tenham esfriado, mas também anunciou que o time tomou a decisão de abandonar o suporte ao Oculus Rift. “Estamos todos muito empolgados com relação à realidade virtual porque acreditamos que ela traz imersão sem precedentes e que é algo do qual adoraríamos fazer parte. No entanto, neste momento, tivemos de diminuir nossa integração com a tecnologia porque ficamos com bastante tontura utilizando os atuais kits [de desenvolvimento]”, disse.

O comunicado, por outro lado, adianta que isso não necessariamente representa o fim definitivo do suporte ao Oculus Rift. “Vamos dar mais uma olhada na implementação da realidade virtual perto do lançamento [do jogo], mas, por enquanto, não vamos nos comprometer com uma versão assim de Routine”, concluiu a Lunar Software.