No Brasil a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é um dos muitos documentos necessários para que uma pessoa possa exercer qualquer tipo de serviço profissional de forma legalizada — registrando, esclarecer e comprovando uma sorte de dados sobre a vida profissional do trabalhador.

Instituída e regulamentada em 1932, a CTPS é a garantia de alguns direitos trabalhistas como o seguro-desemprego, fundo de garantia (FGTS) e integração social (PIS). Assim, todo e qualquer empregador legal deve registrar o profissional em carteira para que este possa ser enquadrado dentro das leis trabalhistas.

Mas o que tudo isso tem a ver com video games? Nada, a não ser que você seja um daqueles profissionais modernos, multi-talentosos capazes de exercer as mais variadas funções, recheando carteiras de trabalho como se fossem páginas de um diário, como um certo encanador italiano.

Isso mesmo, você já deve ter entendido, o bom e velho Mario já mostrou que domina mais de uma habilidade laboral, ele troca de jalecos e ferramentas de tempos em tempos — culpa do mercado competitivo, dominado por tartarugas, monstros e cogumelos.

Operário padrão

Trabalhador modelo da construção civil
 

Notoriamente conhecido pelas suas habilidades como encanador, o bigodudo Mario já exerceu várias profissões diferentes dentro do campo da construção civil. Além de cuidar do encanamento ele também faz fiações elétricas, demolição, fabricação de cimento e marcenaria.

Essa vida de encanador não é fácil não!Ao contrário do que muitos pensam, em sua primeira aparição nos video games — ainda como Jumpman, em Donkey Kong — Mario não é apresentado como um encanador, mas sim como um carpinteiro. Já no execrável Mario Hotel, lançado em 1994 para o CD-i, o rapaz tem que fazer às vezes de eletricista quando o Roy's HardBrick Hotel começa a apresentar problemas na sua fiação — causados pelo excesso de torradeiras (?!).

O italiano ainda aventurou-se em uma fábrica de cimento — na realidade ele era uma espécie de inspetor de segurança, já que evitava acidentes dentro da fábrica — em uma dos 59 Game & Watch (mini-games portáteis lançados pela Nintendo entre 1980 e 1991).

Em Wrecking Crew, o primeiro jogo original do Mario lançado para o saudoso Famicom (nos idos de 1985), Mario assume o papel de uma equipe de demolição inteira, derrubando paredes e destruindo blocos de concreto — enquanto enfrenta os tradicionais inimigos da série e um capataz muito abusado.

Mas sem sombra de dúvida, a profissão pela qual Mario é mais lembrado é a de encanador (apesar de alguns erroneamente referirem-se a ele como bombeiro, um erro de tradução).

Consertando esgotos (até mesmo para o Sr. Presidente, como visto na animação inspirada nos personagens) ou canos de Warp, Mario e seu irmão Luigi são discípulos do genial Salvador "Sal" Drainado (conhecido como o Duke dos Canos). Introduzido no desenho animado, The Super Mario Bros. Super Show!, Drainado é o fundador da Brooklyn Plumbers Academy, onde Mario e Luigi aprenderem tudo sobra encanamentos.

Autônomo

O homem da renascença


Deixando de lado as picaretas, martelos, marretas e outras ferramentas pesadas, Mario passou a dedicar-se a outras áreas de atuação. Como autônomo ele não precisava mais bater cartão e pode explorar outras paixões.

Começando pela sua carreira acadêmica devemos destacar a sua aptidão para o magistério. Na série de jogos do Super Nintendo, Mario's Early Years!, o baixinho bigodudo passou a lecionar para crianças. Ao todo foram três cursos: Fun with Letters (afabetização), Fun with Numbers (matemática) e Preschool Fun (aptidões básicas). Em classes mais avançadas Mario ensinou datilografia (Mario Teaches Typing), música e arte (ambas em Mario Paint, para o SNES).

Engole tudinho sem fazer careta!Depois de abandonar a carreira de professor Mario resolveu explorar o mundo como arqueólogo, procurando por relíquias e outros artefatos interessantes em Mario’s Picross (par ao Game Boy e SNES). Neste ínterim ele ainda tirou tempo para aprender malabares, mas aparentemente o Reino dos Cogumelos não permite apresentações em semáforos e a curta carreira de Mario como malabarista ficou restrita a Mario the Juggler — o último Game & Watch feito pela Nintendo.

Cansado de trabalhar e não ganhar dinheiro, Mario parte para o mundo dos negócios, abrindo uma pequena empresa. Seu carisma e tino para os negócios fizeram de sua fábrica de brinquedos um sucesso em todo o Reio dos Cogumelos, como visto em Mario vs. Donkey Kong 2: March of the Minis.

Tendo explorado suas paixões artísticas e financeiras, Mario resolveu explorar sua veia humanitária, abraçando uma bem sucedida carreira médica. Em Dr. Mario a criação de Myiamoto sentiu-se totalmente à vontade com o jaleco branco e pílulas de megavitamina, combatendo ataques virais e mantendo-se fiel ao juramento de Hipócrates.

Atleta

No mundo dos esportes


Outro campo muito explorado por Mario (e toda a sua turma) é o dos esportes. Como atleta profissional o bigodudo já alcançou a fama nas mais diversas modalidades desportivas. Tênis, golfe, basquete, futebol, beisebol, hóquei no gelo snowboard, luta, automobilismo e até mesmo Air Race (corrida de aviões), essas são apenas algumas amostras do empenho atlético de Mario. E não podemos nos esquecer das suas empreitadas como árbitro de boxe (Punch Out!) e Tênis (Tennis do NES).Boleiro

Tamanha a sua aplicação que não era de se estranhar que ele alcançasse o nível olímpico. Classificado em vários eventos das Olimpíadas (de verão e inverno), Mario dá um show mostrando toda a sua versatilidade, competindo pelo ouro nas pistas de atletismo, nas piscinas, na neve, no gelo e assim por diante.

Mas é como piloto de kart que ele realmente se destaca. Ao contrário da maioria dos pilotos que inicia sua carreira automobilística nos carrinhos e depois avança para modalidades mais robustas, Mario mantêm-se fiel a categoria dando shows de pilotagem a cada volte de Mario Kart.

Não é à toa que ele e seu irmão Luigi são considerados superstars (Mario & Luigi: Superstar Saga).