Se você estava animadão com a chance de poder jogar Red Dead Redemption, L.A. Noire e outros jogos da Rockstar no seu Xbox One graças à função de retrocompatibilidade do Xbox One, más notícias: a desenvolvedora ficou de fora da primeira leva com 104 games da geração anterior.

Enquanto outras devs de alto calibre, como Activision, Electronic Arts, Ubisoft, SEGA, Square Enix, Deep Silver, 2K e Bethesda, entraram na onda, a criadora de Grand Theft Auto e tantas outras franquias de sucesso ficou ausente – a questão é: por quê?

O gerente do programa de retrocompatibilidade, Richard Irving, explicou em uma entrevista que a função só foi possível porque as publishers fizeram acordos bem específicos para os jogos da geração anterior. Isso significa que o enrosco com a Rockstar pode estar concentrado na parte de licenças.

"Depois de toda a parte tecnológica para fazer a compatibilidade funcionar, o próximo passo era encontrar uma forma de como obter as licenças no Xbox One para todo o conteúdo que foi originalmente lançado para o Xbox 360. Como é de se esperar, as publishers fizeram acordos bem específicos para alguns títulos", explicou.

Ele deu o exemplo da franquia Madden, da EA Sports, que exige um esforço enorme para concluir acordos com os jogadores, a NFL, os patrocinadores e outras entidades envolvidas. De acordo com Irving, existem milhares de outros títulos na mesma situação.

De qualquer forma, o executivo afirmou que a Microsoft está trabalhando junto com as empresas parceiras, entre publishers e desenvolvedoras – a Rockstar sendo uma delas –, para trazer a maior quantidade de jogos possível, então não vamos perder as esperanças: pode ser apenas uma questão de tempo.