O mundo da tecnologia foi surpreendido no final de hoje (25), quando Mark Zuckerberg anunciou que o Facebook comprou a Oculus VR, companhia de tecnologia aplicada à realidade virtual e desenolvedora do Oculus Rift. Estima-se que o valor do negócio gire em torno de US$ 2 bilhões.

Do valor total pelo qual a rede social adquiriu a Oculus VR, US$ 400 milhões foram em dinheiro. Além disso, a companhia recebe 23,1 milhões de ações do Facebook, que valem algo em torno de US$ 1,6 bilhão de acordo com o valor médio das ações em 21 de março deste ano.

“Estou empolgado em anunciar que chegamos em um acordo para adquirir a Oculus VR, líder em tecnologia de realidade virtual”, afirmou o criador do Facebook em sua postagem. Zuckerberg afirma que a ideia é intensificar a ideia de imersão em jogos já preconizada pela Oculus, auxiliando a companhia a lançar o produto e criar parcerias para suporte a cada vez mais jogos.

Ampliando horizontes

Mas, ao que parece, o criador do Facebook pretende levar o aparelho Oculus Rift, os óculos de realidade virtual da empresa recém-adquirida, a outros patamares. “Depois de jogos, nós faremos da Oculus uma plataforma para muitas outras experiências. Imagine aproveitar um assento em um jogo, estudar em uma sala de estudantes e professores de todo o mundo ou consultar um médico cara a cara — apenas colocando os óculos em sua casa”, afirmou em sua postagem.

Confira na íntegra a postagem de Mark Zuckerberg (tradução livre):

Estou empolgado em anunciar que chegamos em um acordo para adquirir a Oculus VR, líder em tecnologia de realidade virtual.

Nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado. Nos últimos anos, isso significava principalmente criar aplicativos móveis que ajudam você a compartilhar com as pessoas que você se importa. Nós temos muito mais a fazer no mobile, mas nesse ponto nós sentimos que estamos em uma posição de onde podemos começar a focar em quais plataformas se tornarão as próximas a permitir experiências pessoais e de entretenimento mais úteis.

É aí que entra a Oculus. Eles construíram uma tecnologia de realidade virtual, como o headset Oculus Rift. Quando o coloca, você entra em um ambiente virtual completamente imersivo, como um jogo, uma cena de filme ou um lugar distante. O incrível sobre essa tecnologia é que você sente como se realmente estivesse presente em outro lugar, com outras pessoas. Pessoas que experimentam isso dizem ser diferente de tudo que já experimentaram em suas vidas.

A missão do Oculus é permitir a você experimentar o impossível. Sua tecnologia expande a possibilidade de experiências completamente novas.

Jogatina imersiva será o primeiro, mas Oculus já tem grandes planos aqui que não serão alterados e que nós esperamos acelerar. O Rift está altamente adiantado para a comunidade de jogos, e há muito interesse por parte dos desenvolvedores em construir para essa plataforma. Nós estamos focando em ajudar a Oculus a construir seu produtor e a desenvolver parcerias para suporte a mais jogos. Oculus vai continuar operando de forma independente dentro do Facebook para atingir esse objetivo.

Mas esse é apenas o começo. Depois de jogos, nós faremos da Oculus uma plataforma para muitas outras experiências. Imagine aproveitar um assento em um jogo, estudar em uma sala de estudantes e professores de todo o mundo ou consultar um médico cara a cara — apenas colocando os óculos em sua casa.

Essa é uma plataforma de comunicação realmente nova. Ao sentir isso verdadeiramente presente, você pode compartilhar espaços e experiências ilimitadas com as pessoas em sua vida. Imagine compartilhar não apenas momentos com seus amigos online, mas experiências e aventuras completas.

Esses são apenas alguns usos em potencial. Trabalhando com desenvolvedores e parceiros da indústria, juntos nós podemos fazer muito mais. Um dia, acreditamos que esse tipo de irrealidade aumentada, imersiva, vai se tornar parte da vida diária de bilhões de pessoas.

Realidade virtual foi um dia um sonho da ficção científica. Mas a internet foi também um sonho um dia, e aqui estão computadores e smartphones. O futuro está chegando e nós temos a chance de construí-lo juntos. Eu mal posso esperar para começar a trabalhar com toda a equipe da Oculus para trazer este futuro para o mundo, e habilitar novos mundos para todos nós.

Via Tecmundo