Rapaz! Em pleno Carnaval, essa é uma notícia que pegou todo mundo de surpresa: a Microsoft está na busca de consolidar a biblioteca da família Xbox e acaba de anunciar um programa muito animador. Chamado Xbox Game Pass, esse serviço tem uma filosofia parecida com a do Netflix: pague uma quantia por mês e jogue o que quiser entre os títulos retrocompatíveis do Xbox One (e mais no futuro). Mas há uma diferença crucial aqui: os jogos não rodam via streaming, e sim são baixados!

Ainda não há detalhes do preço no Brasil, mas o intuito é que seja algo barato e que traga uma grande variedade de games. Por US$ 9,99 (cerca de R$ 31) ao mês, o assinante terá acesso a mais de 100 jogos retrocompatíveis no console mais recente da Microsoft. Não está claro se todos os jogos já compatíveis com o video game estarão disponíveis, mas certamente é uma quantia generosa (e mais serão adicionados a cada mês).

Xbox Game Pass

O serviço não será apenas para jogos retrocompatíveis e Halo 5 chegará no futuro

Diversas desenvolvedoras já aceitaram o formato e será possível encontrar games da Warner, SEGA, Capcom, Bandai Namco, Deep Silver e muitas outras. Além disso, outros títulos que não são retrocompatíveis devem chegar ao Xbox Game Pass, como Halo 5: Guardians, Payday 2 e NBA 2K16. De acordo com a Microsoft, o serviço chega nesta primavera americana (ou o nosso outono, que vai de março a junho).

Vale ressaltar: o Xbox Game Pass não é a mesma coisa que o PlayStation Now. O novo programa do Xbox não transmite os jogos e não requer conexão constante. Você pode baixar qualquer game disponível e jogá-lo como qualquer outro do seu acervo. E, caso goste muito de alguns deles, a Microsoft facilita a sua vida e dá um desconto para você comprá-lo.

O Xbox Game Pass não funciona com streaming: você pode baixar os jogos e não se preocupar com internet

Caso você seja um membro do Xbox Insider (antigo Preview Program), pode ter a sorte de ser um dos usuários que testará a versão Alfa. Ao longo do tempo, mais pessoas poderão testar previamente o novo serviço. Se você não for selecionado, não se preocupe: o programa não deve demorar muito. Por enquanto, ainda não temos informações sobre o Xbox Game Pass no Brasil.

Mas e aí, o que você achou? A ideia da Microsoft é brilhante. Rodar jogos via streaming ainda é uma realidade distante – especialmente no Brasil –, e a empresa fez esse estudo de mercado justamente para oferecer um serviço em que pudéssemos ter acesso a uma biblioteca de títulos baixáveis. Isso só reforça a filosofia da Microsoft de responder à concorrência através de serviços que tragam benefícios à sua base de usuários. Dê o seu parecer na seção destinada aos comentários, aqui embaixo.